Pitch é um discurso de venda.

Na maioria das vezes, quando alguém está falando de startups e usa a expressão “pitch”, ela está falando sobre o discurso que a empresa faz para investidores para conseguir investimento.

Um pitch normalmente se apoia em um pitch deck, uma apresentação de slides, que contém:

  • Descrição do problema que a empresa resolve
  • Descrição da solução
  • Descrição do mercado
  • Apresentação da equipe

Mas, porque além de saber o que é um pitch, eu preciso entender como fazer um bom pitch?

Um discurso de venda, nada mais é do que uma tentativa de conquistar algo de alguém, mostrando o que você tem a oferecer em troca, certo?

Você se lembra quando precisou pedir o carro do seu pai emprestado pela primeira vez para sair com aquela gata e em troca se ofereceu para lavar o carro por quatro finais de semana seguidos? Você fez um pitch (você vai entender o porquê).

Então seguem cinco dicas para você fazer uma boa apresentação e conquistar seu público:

  1. Prepare-se: a preparação envolve calcular o tempo disponível, dominar o assunto e a linguagem e, principalmente, conhecer sua audiência.
  2. Conte uma história: eu aconselho fortemente que você estude o termo “storytelling”  . Nós somos treinados desde pequenos a ouvir histórias e elas nos fascinam, crie um enredo e envolva seu público na sua história, se for efetivo criará uma conexão mais forte com seu público;
  3. Use dados: se o pitch é para investidores, não fique tímido na hora de falar como eles vão ganhar dinheiro, domine os dados da sua apresentação e entenda que as decisões são tomadas pela emoção, porém são os números que justificam essa tomada de decisão;
  4. Tenha um roteiro: Indique qual oportunidade irá atender, apresente a solução, destaque seus diferenciais e explique sua proposta;
  5. Tenha paixão: nada é mais chato que uma apresentação sem envolvimento e emoção, mostre para seu público que você realmente acredita de corpo e alma no que está apresentando;

Ao pedir o carro do pai você fez exatamente o que está descrito nas dicas acima. Lembra-se?

E nós fazemos isso constantemente, ao entregar um currículo, numa entrevista de emprego, ao chegar em alguém que lhe interessa, ao conhecer uma nova comunidade, então porque não fazer isso de maneira efetiva?

Treinar diversas vezes também é fundamental, lembre-se:

“A repetição é a mãe da aprendizagem e o pai da ação, o que a torna o arquiteto da concretização.” Zig Ziglar